Sábado, 9 de Fevereiro de 2008

I Passeio de 2008

PERCURSO: Cabeceiras de basto - Várzea-Cova - Confurco – Lagoa - Rossas

DURAÇÃO E TEMPOS: 15h55 - 19H00 (03 horas e 05)


(Clicar para aumentar)

Primeiro passeio desde meados de Novembro de 2007, o pessoal ainda recupera das festas de fim de ano e teme o frio da época. Até se recuperar hábitos de bicicleta, várias semanas, senão meses, terão de passar. Contudo, o tempo primaveril da semana fez-me renascer a vontade de galgar alcatrão e terra pela nossa linda terra e arredores. Desta vez, até à Serra de Fafe, passando por esse concelho e o de Vieira do Minho. Iniciei a caminhada sozinho...



Pela 311 acima, num dia quente, arranquei direcção Fafe, sem saber a volta que pretendia dar ...



Não é a fonte dos amores, é a costumeira fonte que nos alivia pela 311 acima em muitas voltas anteriores...





Os dois deste passeio... O Sérgio e o Sr. Domingos. Encontrámo-nos quase no início e decidimos seguir até à Fonte velha ..



Confurco da Lagoa, famoso local do Rali de Portugal, onde nos separamos, que as de corrida não devem abandonar o alcatrão e eu pretendia seguir até Rossas...



Várzea-Cova atrás...


Várzea-cova fica para trás, no fundo, com Fojos lá no alto. Cabeceiras fica atrás desse alto...





Se há coisa que nasceu e medrou por estas bandas, são as ventoínhas...



Lagoa à vista!





Calvário para nos lembramos que esta vida são 2 dias...



O bonito centro do lugar da Lagoa onde, na última sexta-feira de Agosto, romarias de gentes se encaminham para visitarem e honrar Nossa Senhora das Neves e, aproveitando, "tirarem o diabo do corpo". Ainda parece os antigos centros de todas as nossas aldeias minhotas e que se vai perdendo pela incúria de muitos proprietários e pela falta de bom-senso de muitos "modernaços" que puluam na administração pública...



A placa diz: "Perigo de animais na via". Os meus companheiros passaram por aqui à alguns meses. Coincidência claro...



No alto, para a terra de um dos meus costados, os últimos raios de sol deste dia...



Como diria o La Palisse, para baixo, é sempre a descer... até Rossas.



Aboim, já bem menos isolada que antigamente (talvez para se perder apenas...)



Ermal ao longe, no vale de Vieira do Minho. Temos de lá ir tomar banho qualquer dia, pessoal... Já temo ser engolido pela noite antes de chegar à casa...



Chego ao Sameiro de Rossas e à sua capela... Subo até Calvos onde a noite me apanha e com ela a iluminação pública. De Bucos até Painzela, pedalo como um louco para evitar estar na estrada nestas condições. Às 18h45 passo pela ponte românica ( e não romana) deste último lugar e alcanço de seguida Cabeceiras.

Foi a primeira volta do ano. O trajecto é a recomendar porque não põe grandes dificuldades ao ciclista e as vistas são lindíssimas sobre os concelhos de Vieira do Minho, Cabeceiras de Basto e Fafe...

Se se propiciarem as condições mínimas, sábado deveremos partir para o segundo passeio, agora com a perspectiva de sermos um número bem mais numeroso...

publicado por bikesdecabeceiras às 19:17
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De lionel a 16 de Fevereiro de 2008 às 13:56
Très joli tour oui, pour les vues et notamment la petite place de Lagoa; et sportif aussi, en nocturne...


Comentar post

.posts recentes

. Volta ao Sr. de Matosinho...

. Ida a Santiago de Compost...

. Ida a São Bento da Porta ...

. Volta ao Sameiro de Braga

. Volta à Lixa com os rolad...

. Ida à Srªa da Penha em Gu...

. Ida à Srªa da Graça

. Ida a Faro

. Rota da Lixa (106 kms)

. Volta dos 6 concelhos

.Conversas

.arquivos

.Visitantes

Locations of visitors to this page

.Visitas


contador gratis

.links

.Visitantes

.Visitantes a partir de 2011